Aquivos por Autor: Lore Caliman

Conferência Raquel Recuero

Perfil da conferencista: Raquel Recuero

Finalizamos a apresentação das convidadas e convidados das I Jornadas de Ciências da Comunicação FLUC com o perfil da Professora Doutora Raquel Recuero. A professora fará a conferência de encerramento do evento, no dia 30 de junho, às 18h, com o tema “Métodos Digitais para Investigações em Mídia Social”.

Raquel Recuero é professora e investigadora do Centro de Letras e Comunicação da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) e investigadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), além de ser coordenadora do Laboratório de pesquisa MIDIARS (Mídia, Discurso e Análise de Redes Sociais). É Doutora em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2006), Mestre em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2002), com graduação em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pelotas (1998) e em Direito pela Universidade Federal de Pelotas (1999).

Recuero é ainda autora de vários livros sobre redes sociais na internet e mídia social, capítulos e artigos, e membro do corpo editorial de diversos periódicos científicos. Tem experiência nas áreas de Comunicação e Linguística Aplicada, com foco em Mídia Social, Data Science e Métodos Digitais.

| Sobre a conferência | 

Métodos Digitais para Investigações em Mídia Social: 30/06, às 18h.

A palestra focaliza o uso de métodos digitais para investigações em mídia social, particularmente as conversações e o discurso. Os métodos serão apresentados e discutidos em suas possíveis combinações, através de exemplos práticos de pesquisas desenvolvidas.

 

 

Perfil da conferencista: Susana Sampaio-Dias

Na sequência dos perfis dos convidados das I Jornadas de Ciências da Comunicação FLUC, destacamos hoje o perfil da Professora Doutora Susana Sampaio-Dias, que irá ministrar a conferência “A investigação em lugares familiares e não familiares”. A sessão decorre no dia 30 de junho, às 14h30. Para participar, lembre-se de fazer sua inscrição através deste link.

Susana Sampaio-Dias é professora de Jornalismo na School of Film Media and Communications da Universidade de Portsmouth, Reino Unido. O seu trabalho investiga direitos humanos e jornalismo, liberdade de imprensa e segurança dos jornalistas, igualdade de género, produção de notícias, métodos etnográficos, jornalismo na África Lusófona, ambiente e comunidade.

O seu primeiro livro, Reporting Human Rights, foi publicado pela Peter Lang em 2016, na série Global Crises and the Media. Antes de se dedicar exclusivamente à investigação académica, Susana trabalhou na RTP, Rádio e Televisão de Portugal.

Link para a sua publicação mais recente: Per Diem Payments as a form of Censorship and Control: The Case of Guinea-Bissau’s Journalism

Na conferência “A investigação em lugares familiares e não familiares”, Susana Sampaio-Dias apresenta diferentes perspetivas de trabalho nas Ciências da Comunicação, com foco principalmente nas metodologias qualitativas como etnografia, grupos focais e entrevistas. A conferencista partilha experiências próprias de investigação sobre o jornalismo em Portugal e na Guiné-Bissau.

I Jornadas de Ciências da Comunicação FLUC: inscrições abertas

As I Jornadas de Ciências da Comunicação FLUC abrem inscrições para participação no evento, que decorrerá nos dias 29 e 30 de junho.

No primeiro dia (29), Paulo Serra realiza a Conferência de Abertura, que tem como tema “Panorama da investigação em Ciências da Comunicação”. Paulo Serra é presidente da Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação (SOPCOM) e Professor Catedrático da Universidade da Beira do Interior (UBI).

O workshop “Metodologias de investigação e suporte computacional” será ministrado por Francisco Freitas, investigador especializado na recolha, análise e tratamento de dados qualitativos e quantitativos.

No segundo dia (30), Susana SampaioDias, Professora de Jornalismo na School of Film Media and Communications da Universidade de Portsmouth, Reino Unido, é a convidada para falar sobre o tema “Investigação em lugares familiares e não familiares”.

Raquel Recuero, Professora da Universidade Federal de Pelotas e do programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação da UFRGS, fecha o evento com a conferência “Métodos de pesquisa para internet”.

O programa completo e mais informações sobre o evento podem ser consultados em http://jornadasdecomunicacao.uc.pt/

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas diretamente pelo link  http://jornadasdecomunicacao.uc.pt/inscricoes.html.

Os certificados serão entregues a quem preencher o formulário de inscrição até o dia 21 de junho. Importante lembrar que as/os autoras/es que submeteram resumos para as sessões paralelas, deverão também se inscrever utilizando o formulário.

Francisco Freitas - professor do workshop de Métodos de investigação e o suporte comunicacional

Perfil do convidado: Francisco Freitas ministra workshop sobre Métodos de investigação e o suporte comunicacional

Dando continuidade aos perfis de convidados das I Jornadas de Ciências da Comunicação FLUC, apresentamos o professor Francisco Freitas, que ministrará, no dia 29 de junho às 17h30, o workshop “Metodologias de investigação e o suporte computacional”. 

Francisco Freitas é um investigador português especializado na recolha, análise e tratamento dos dados qualitativos e quantitativos. Trabalha regularmente como gestor e analista de dados para projetos de investigação e empresas, além de ser docente de métodos e técnicas, formador e consultor em Portugal e no estrangeiro. Os seus interesses de investigação atuais versam os grandes dados. Tem integrado projetos de áreas diversas e equipas multidisciplinares em Portugal e no estrangeiro. 

| Sobre a sessão | 

Tema: Metodologias de investigação e o suporte computacional. 

Nesta sessão, serão facultadas algumas indicações práticas sobre ferramentas disponíveis para o trabalho de investigação. O trabalho de investigação comporta diferentes fases e quase todas podem ser assistidas por aplicações informáticas. Para a gestão deste tipo de tarefas, a metodologia deverá guiar a escolha das ferramentas apropriadas  – esse é o preceito fundamental para o estabelecimento de mapas de ação corretos. Os participantes estão convidados a trazer as suas dúvidas para a sessão e será garantido tempo no final para perguntas e respostas.

 

Card apresentando Paulo Serra

Perfil do conferencista: Paulo Serra

Iniciamos a apresentação dos perfis de nossas e nossos convidados com o Professor Catedrático da Universidade da Beira Interior, Paulo Serra: o professor falará, na primeira edição das Jornadas de Ciências da Comunicação FLUC,  na conferência “Um Panorama da Investigação em Ciências da Comunicação”, no dia 29 de junho. Mais detalhes sobre a conferência abaixo

Paulo Serra é licenciado em Filosofia pela Faculdade de Letras de Lisboa e mestre, doutor e agregado em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior. Nesta Universidade, é professor catedrático no Departamento de Comunicação, Filosofia e Política e investigador na unidade de I&D LabCom – Comunicação e Artes, além de presidente do Instituto Coordenador da Investigação. Desempenha, a nível nacional, o cargo de presidente da Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação (Sopcom), desde 2015.

É autor dos livros A Informação como Utopia (1998), Informação e Sentido: O Estatuto Epistemológico da Informação (2003) e Manual de Teoria da Comunicação (2008), co-autor do livro Informação e Persuasão na Web (2009), organizador do livro Retórica e Política (2015) e coorganizador de múltiplos livros, o último dos quais Anuário Internacional de Comunicação Lusófona 2019/20: Geografias da diversidade (2020). Paulo Serra tem ainda vários capítulos de livros e artigos em obras coletivas e revistas, nacionais e estrangeiras.

O docente e investigador tem trabalhado, ao longo de sua carreira académica, com foco nas teorias da comunicação, especialmente ligadas à retórica e à persuasão. Sua investigação atual focaliza primordialmente os processos de persuasão na internet, especialmente com as ferramentas da Web 2.0. 

| Sobre a conferência | 

A investigação em Ciências da Comunicação em Portugal: algumas tendências emergentes

Paulo Serra, UBI-LabCom

Desde que em 1990, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, a Professora Chaké Glória Matossian concluiu o primeiro doutoramento em Ciências da Comunicação (na altura Comunicação Social) em Portugal, com uma tese intitulada Les Representations de la Maladie: Analyse d’une Théorie de la Communication à Partir de l’oeuvre de la Mettrie, a investigação na área orientou-se num sentido que, globalmente, pode ser caracterizado a partir das seguintes transições: do teórico para o empírico, do geral para o especializado, da comunicação para os media.

No entanto, para além destas tendências gerais interessa saber, mais especificamente, quais têm vindo a ser, ao longo dos anos, as principais tendências a nível dos temas investigados e das metodologias utilizadas e se, em ambos os casos, a generalização da internet e das redes sociais introduziu alterações substanciais. Procurando responder a estas questões, a nossa comunicação centra-se na análise de uma amostra de teses de doutoramento em Ciências da Comunicação concluídas em Portugal entre 1990 e 2021, bem como na discussão dos principais resultados dessa análise.

Evento oficialmente lançado!

Olá!

Hoje, lançamos oficialmente a primeira edição do nosso evento.

As Jornadas de Ciências da Comunicação da FLUC, que acontecem nos dias 29 e 30 de junho de 2021, já têm também a própria página no Facebook. Aceda a este link.

Convidamos estudantes de doutoramento e investigadores doutorados a contribuírem com suas investigações. Mestrandos e licenciados também podem contribuir como co-autores. O foco deste ano serão as Metodologias aplicadas à investigação em Comunicação.

 

Na próxima semana, abrimos a nossa chamada de resumos. Fique ligada(o)!